7 aspectos novos que se deve saber sobre marketing digital

Da impressão para a digital, o marketing mudou mais rapidamente nos últimos cinco anos do que nos 50 anteriores. Essa rápida evolução não mostra sinais de desaceleração. Os profissionais de marketing geralmente confiam em SEO, mídia social, marketing de conteúdo, publicidade paga ou email marketing para obter leads. No entanto, ao longo do ano passado, a arena do marketing digital testemunhou algumas mudanças dramáticas. Aqui estão os sete novos desenvolvimentos sobre marketing digital que todo profissional de marketing deve conhecer.

Inteligência artificial

A inteligência artificial (IA) possui oportunidades futuras excepcionais em marketing digital. Muitas organizações já dependem dos recursos de ponta da IA ​​e muitas outras estão lentamente começando a implementar a IA para seus esforços de marketing digital. Por exemplo, empresas como Uber, Microsoft, Pizza Hut e outras já estão usando a IA para automatizar várias atividades.

De acordo com uma análise do Gartner, as tecnologias de IA serão difundidas em quase todas as novas empresas de software até 2020. A IA é uma das oportunidades comerciais mais significativas para as empresas e aumentará o PIB global em 14% até 2030. Em outras palavras, empresas que não adaptar-se rapidamente à inteligência artificial estará em grande desvantagem nos próximos anos.

No campo do marketing digital, a IA pode examinar o comportamento do consumidor, padrões de pesquisa e utilizar dados das mídias sociais e plataformas de blogs para ajudar as empresas a entender melhor como os consumidores descobrem seus produtos e serviços.

Chatbots

Os chatbots são um exemplo perfeito de IA na prática. Esses assistentes virtuais usam mensagens instantâneas para conversar em tempo real com os clientes. Além disso, eles também oferecem benefícios como atendimento excepcional, atendimento às expectativas dos clientes, automação de tarefas repetitivas e resposta 24 horas por dia, 7 dias por semana.

A Mastercard criou recentemente um bot do Facebook Messenger que, com a ajuda do software de processamento de linguagem natural, decifra o que um cliente deseja e responde de acordo. De fato, vários relatórios afirmam que os chatbots serão uma parte essencial do marketing digital. A Innovation Enterprise afirma que 85% do serviço ao cliente será alimentado por chatbots até 2020. Segundo a IBM, as empresas podem economizar mais de US $ 8 bilhões por ano com a ajuda de chatbots até 2022.

Compra e publicidade programática

Publicidade programática significa usar a IA para comprar ou vender espaço publicitário. Esse processo automatiza a compra, o posicionamento e a otimização do inventário de mídia. O uso da IA ​​para automatizar a compra de anúncios elimina a necessidade de solicitação de propostas (RFPs), negociações humanas e pedidos de inserção manual.

A publicidade programática gera conversões mais altas e custos de aquisição mais baixos porque é mais rápido e mais eficiente. A publicidade programática permite que a marca adapte sua mensagem e criatividade ao público certo, no momento certo, com a ajuda de informações do público. Esse método oferece mais precisão e personalização para uma campanha de marketing mais eficiente. Um modelo bem conhecido de compra de publicidade programática é a oferta em tempo real.

Cerca de 86% dos anúncios em display digital serão programáticos até 2020, segundo o eMarketer. Em outras palavras, a publicidade programática está mudando a cara da publicidade digital muito rapidamente.

Pesquisa por voz e alto-falantes inteligentes

O Search Engine Land declara que cerca de um bilhão de pesquisas por voz por mês foram realizadas até janeiro de 2018. Conforme a ComScore, 50% de todas as pesquisas serão feitas por voz até 2020, e presume-se que as compras por voz aumentem de US $ 2 bilhões para US $ 40 bilhões até 2022, conforme consultores de estratégia da OC&C. Não é surpresa que as organizações estejam repensando suas estratégias de marketing digital devido a esse crescente uso da pesquisa por voz.

Hoje, a IA é mais inteligente do que era e levou a uma diminuição nos erros cometidos por assistentes de voz populares como Alexa, Siri e Google. Segundo o Digital Marketing Institute, adotar uma estratégia de busca por voz não é apenas permanecer relevante. Também se trata de projetar uma experiência única e otimizada para o consumidor, que nutrirá relacionamentos e fortalecerá a lealdade à marca.

Marketing de Vídeo

O marketing de vídeo é uma das tendências de marketing mais essenciais atualmente. Segundo a WYZOWL, 83% dos profissionais de marketing dizem que o vídeo oferece um bom retorno sobre o investimento. E 52% dos consumidores dizem que assistir a vídeos de produtos é a razão pela qual eles fizeram compras on-line, de acordo com o whitepaper do The E-Tailing Group.

Hoje, o marketing de vídeo foi além do YouTube. Os profissionais de marketing também estão aproveitando o Facebook, Instagram e LinkedIn para o marketing de vídeo. Além disso, com o uso crescente de dispositivos móveis, os consumidores ficam mais confortáveis ​​com os vídeos, pois podem fornecer as mesmas informações em um formato que funciona independentemente da plataforma.

O marketing de conteúdo continua a dominar 

O algoritmo de março de 2019 do Google ainda favorece conteúdo atualizado e completo regularmente. Segundo o Point Visible, 88% dos profissionais de marketing B2B concordam que o conteúdo ajuda o público a ver sua marca como um recurso credível e confiável.

Portanto, os profissionais de marketing precisarão continuar investindo em conteúdo devido ao valor que o Google atribui a artigos bem pesquisados ​​e atualizados regularmente. Em outras palavras, o marketing de conteúdo continuará a desempenhar um papel enorme na atração de novos clientes para o seu site e na construção de relacionamentos com eles de maneira real e quantificável.

Marketing Omnichannel

O marketing omnichannel é o método de empregar plataformas variadas para proporcionar ao seu público uma experiência multicanal. No entanto, também é essencial que as marcas apresentem uma mensagem uniforme e consistente em todas as mídias, online ou offline. Para obter melhores resultados, todos os canais de marketing devem estar vinculados a uma estratégia abrangente.

Uma abordagem omnichannel leva a uma taxa de engajamento de 18,95%, uma frequência de compra 250% maior e uma taxa de retenção de clientes 90% maior, de acordo com o ClickZ. Essa é outra área em que a inteligência artificial tem um papel importante em ajudar as marcas a entender o comportamento do consumidor para criar uma campanha publicitária mais personalizada.

A tecnologia está mudando a maneira como as marcas se comunicam com os consumidores, que estão ficando mais espertos e esperam uma experiência mais personalizada. Para ficar à frente da curva, pode ser necessário investir em alguma tecnologia futurista no futuro próximo.

As emoções do sexo virtual

A maioria dos participantes dessa pesquisa fez sexo virtual esta semana. No entanto, alguns dizem que o sexo virtual é apenas uma fantasia solitária de pessoas necessitadas. Mas eu acho que esta estranheza surge porque cada forma de pensar e viver que é diferente do que estamos acostumados a causar incerteza e medo. Afinal de contas, estas mensagens são aterradoras. Ainda mais quando se trata de amor e sexo! Li alguns textos sobre este assunto e é muito difícil encontrar um que o trate sem preconceitos. Uma exceção foi o artigo de Márcio Souza Gonçalves, professor de comunicação, sobre os resultados de sua pesquisa.

Inúmeros relatos indicam que as sensações físicas vividas durante o sexo virtual são tão reais quanto as vividas em uma relação não virtual. “A falta de encontros pessoais e contato físico não significa que o corpo seja radicalmente excluído: mesmo que não tenhamos acesso ao corpo do nosso parceiro, cada um dos participantes tem um corpo que sente, sofre, fica excitado e brinca”, diz Márcio. Em resumo, o autor sustenta que o amor virtual não deve ser entendido como amor incompleto, artificial, pervertido e sem importância, mas como amor pleno, embora novo e estranho. A história de amor é uma seqüência de truques e neste ponto estamos lidando com um amor diferente, artificial como todos os outros.

Uma crítica comum a este novo tipo de relacionamento é que as pessoas mentem na Internet.  Nas conversas, os participantes tomam um nome fictício e podem mentir sobre muitas coisas, garantindo o anonimato e uma sensação de segurança: idade, ocupação, tipo físico, local de residência.  Mas mesmo que eles queiram se achar atraentes, eles não podem mentir sobre o que é realmente importante.  Traços pessoais como sensibilidade, inteligência, humor e até mesmo a visão de uma pessoa do mundo são comunicados desde os primeiros momentos.  Tal como nos chamados encontros reais.

Quais os códigos dos bancos para fazer DOC ou TED?

Deseja fazer uma transferência bancária, mas não sabe o código banco da instituição destino? No Brasil há uma enorme quantidade de bancos, embora só consigamos lembrar dos principais, há bancos que são totalmente desconhecidos por serem de outras regiões. O responsável por criar o código banco, controlar todo o relacionamento e funcionamento entre as transações é o Banco Central.

Confira os principais código banco do Brasil

Como a lista de código banco do Brasil é extensa, nesse primeiro tópico separamos os código banco dos principais bancos brasileiros. Confira:

  • 001 – Banco do Brasil S.A.
  • 033 – Banco Santander (Brasil) S.A.
  • 104 – Caixa Econômica Federal
  • 237 – Banco Bradesco S.A.
  • 341 – Banco Itaú S.A.
  • 389 – Banco Mercantil do Brasil S.A.
  • 399 – HSBC Bank Brasil S.A. – Banco Múltiplo
  • 422 – Banco Safra S.A.
  • 453 – Banco Rural S.A.
  • 745 – Banco Citibank S.A.

 

Lista dos demais código banco do Brasil

Para complementar, aqui seguem os demais código banco das instituições bancárias que atuam no Brasil.

  • 246 – Banco ABC Brasil S.A.
  • 025 – Banco Alfa S.A.
  • 641 – Banco Alvorada S.A.
  • 029 – Banco Banerj S.A.
  • 038 – Banco Banestado S.A.
  • 000 – Banco Bankpar S.A.
  • 752 – Banco BNP Paribas Brasil S.A.
  • 248 – Banco Boavista Interatlântico S.A.
  • 036 – Banco Bradesco BBI S.A.
  • 204 – Banco Bradesco Cartões S.A.
  • 225 – Banco Brascan S.A.
  • 263 – Banco Cacique S.A.
  • 473 – Banco Caixa Geral – Brasil S.A.
  • 040 – Banco Cargill S.A.
  • M08 – Banco Citicard S.A.
  • 215 – Banco Comercial e de Investimento Sudameris S.A.
  • 756 – Banco Cooperativo do Brasil S.A. – BANCOOB
  • 748 – Banco Cooperativo Sicredi S.A.
  • 505 – Banco Credit Suisse (Brasil) S.A.
  • 229 – Banco Cruzeiro do Sul S.A.
  • 003 – Banco da Amazônia S.A.
  • 083-3 – Banco da China Brasil S.A.
  • 024 – Banco de Pernambuco S.A. – BANDEPE
  • 047 – Banco do Estado de Sergipe S.A.
  • 037 – Banco do Estado do Pará S.A.
  • 041 – Banco do Estado do Rio Grande do Sul S.A.
  • 004 – Banco do Nordeste do Brasil S.A.
  • 224 – Banco Fibra S.A.
  • 233 – Banco GE Capital S.A.
  • 734 – Banco Gerdau S.A.
  • 612 – Banco Guanabara S.A.
  • M22 – Banco Honda S.A.
  • M11 – Banco IBM S.A.
  • 604 – Banco Industrial do Brasil S.A.
  • 320 – Banco Industrial e Comercial S.A.
  • 653 – Banco Indusval S.A.
  • 630 – Banco Intercap S.A.
  • 249 – Banco Investcred Unibanco S.A.
  • 184 – Banco Itaú BBA S.A.

Cinco razões para usar jogos na sala de aula

Eu sempre gostei de jogar. Minha família costuma jogar jogos de tabuleiro quando nos reunimos, eu brinco com meus próprios filhos quase todos os dias e (não surpreendentemente) eu usei uma grande variedade de jogos * como ferramentas de instrução em minha sala de aula. Nunca solicitei a um aluno que pergunte: “Por que estamos jogando?” Em vez disso, os alunos costumam perguntar: “Podemos jogar novamente em breve?”

Algumas pessoas podem se perguntar: “Por que jogar na sala de aula?”. Acho importante articular o valor do jogo para mim, meus alunos, colegas, pais e outras pessoas. Ao longo dos anos, criei minha própria lista dos cinco principais motivos pelos quais acredito que jogar é uma poderosa ferramenta instrucional.

(Por “jogo”, estou me referindo à aprendizagem por meio do jogo, engajamento ativo e diversão).

  1. Os alunos aprendem através do processo de jogar o jogo. Ao jogar um jogo, os alunos podem entender um novo conceito ou idéia, adotar uma perspectiva diferente ou experimentar diferentes opções ou variáveis. Por exemplo, no início das aulas de espanhol, eu costumava jogar cartas na primeira semana de aula. Os alunos estavam em grupos de 4-5. Cada pessoa lê as instruções do jogo de cartas; então, o jogo foi jogado em completo silêncio. Após a primeira rodada, um aluno de cada grupo (normalmente o “vencedor”) mudou-se para um grupo diferente. Normalmente jogamos três ou quatro rodadas.O que meus alunos não sabiam inicialmente é que cada grupo havia recebido um conjunto diferente de regras. Quando um aluno se mudava para um novo grupo, ele freqüentemente se sentia confuso e não sabia ao certo por que as outras pessoas estavam jogando de maneira diferente (os alunos costumam dizer que estavam brincando de errado). Usamos isso como ponto de partida para discutir a experiência de mudar para um novo país. Tendo me mudado da Espanha para a Venezuela e para os Estados Unidos, compartilhei minhas próprias experiências de aprender novas regras culturais e, às vezes, sentindo como se os outros estivessem “brincando de errado”.

    Então, jogamos o jogo novamente, mas eu permiti que todos os alunos conversassem. Por meio de discussões, os alunos explicaram as regras para os “recém-chegados” e o jogo correu mais tranqüilamente (e os alunos relataram sentir-se muito mais satisfeitos). Nesse ponto, pelo menos alguém disse: “Entendi. Você está tentando nos mostrar que é por isso que precisamos aprender outro idioma. Para que todos possamos explicar as regras um para o outro. ”

  2. Os jogos fornecem um contexto para a prática envolvente. Como professor de idiomas do mundo, eu sei que os alunos precisam de muita prática para internalizar vocabulário e estruturas importantes. No entanto, para que a prática seja significativa, os alunos devem estar envolvidos (e, sejamos honestos, inúmeras páginas de exercícios ou exercícios de exercícios nem sempre são muito atraentes!). Por meio de jogos animados de charadas, pirâmide de US $ 25.000 ou outros, meus alunos usam de bom grado o vocabulário e as estruturas, ganhando repetidamente a prática necessária.
  3. Através dos jogos, os alunos podem aprender uma variedade de habilidades importantes. Existem inúmeras habilidades que os alunos podem desenvolver através do jogo, como habilidades de pensamento crítico, criatividade, trabalho em equipe e bom senso esportivo. Por exemplo, com meus alunos de espanhol, a circuncisão é uma habilidade muito importante. Ao jogar jogos de adivinhação de palavras, vi a capacidade de meus alunos de usar a circuncisão melhorar drasticamente. Adoro assistir à criatividade dos meus alunos durante as sessões de jogo (usamos Play-doh, desenho, atuação e muitas outras atividades em nossos jogos).Um dos meus primeiros anos como professor, um aluno comentou que adorava o jogo de verbos que estávamos jogando (uma variação de “Yahtzee”). Eu disse a ele que estava feliz por ele ter gostado, mas que não foi minha invenção – foi baseado em um jogo que ele poderia ter jogado em casa. Ele então me disse que nunca havia jogado em casa e eu era o único adulto que já havia se sentado para jogar com ele. Às vezes, fico surpreso que os alunos não pensem logicamente em como jogar “Adivinha Quem?”. Então, lembro-me de que esse garoto de 14 anos nunca havia brincado com um adulto antes de ele vir para a minha classe! Vejo isso como uma oportunidade de ensinar uma ampla gama de habilidades para a vida que não aparecem necessariamente no escopo e na sequência do meu currículo.
  4. Enquanto jogam, os alunos desenvolvem uma variedade de conexões com o conteúdo e podem formar memórias positivas de aprendizado. Algumas das minhas memórias favoritas da sala de aula são dos tempos dos jogos. Jamais esquecerei de ver Miguel pular pela sala de aula para ajudar seus colegas a adivinhar a palavra “Mono” (macaco). Felizmente, os estudantes também não esquecerão (e todos ficaram “mono” nas suas avaliações). Os momentos divertidos, bobos ou interessantes tendem a se destacar nas memórias dos alunos e se prendem ao vocabulário / estruturas que estamos estudando. Uma conexão emocional positiva pode facilitar o aprendizado. Além disso, muitos jogos apresentam uma variedade de estímulos diferentes; alguns alunos lembram-se das palavras do vocabulário de representá-las, outros lembram-se de ler as pistas e outros lembram-se de ouvir colegas de classe gritando respostas. Os jogos podem fornecer uma variedade de experiências sensoriais para os alunos.
  5. Os jogos chamam a atenção dos alunos e os envolvem ativamente. Acho que, como os alunos realmente gostam de jogar, é uma boa maneira de concentrar sua atenção e mergulhá-los ativamente em espanhol. Isso pode ser especialmente útil de várias maneiras. Por exemplo, após um treinamento de incêndio, os alunos às vezes têm problemas para se acalmar e voltar para a aula. Um jogo permite que os alunos se envolvam rapidamente e retornem ao conteúdo em que estávamos trabalhando. Depois de horas de testes padronizados exigidos pelo estado, percebo que meus alunos estão cansados ​​de sentar e cheios de energia; um jogo enérgico com muito movimento pode ser exatamente o que eles precisam.

A importância da roda de história na educação infantil

Você sabe qual a importância da roda de história na educação infantil? Esse método de aprendizagem é um dos que mais desenvolvem as habilidades de raciocínio, comunicação e interação nas crianças. Confira aqui neste artigo como essa atividade pode influenciar na melhoria do desenvolvimento infantil.

Importância da roda de história no desenvolvimento das crianças

O pedagogo é responsável pela educação infantil em creches e escolas, ele realiza o cronograma de atividades que auxiliam no desenvolvimento das crianças. Ao concluir o ensino superior, o profissional pode buscar por cursos grátis online que ajudam a complementar seu conhecimento, como exemplo, curso grátis educação, interpretação de texto e outros, a fim de melhorar o currículo e oferecer o melhor aprendizado para crianças. Confira a seguir qual a importância da roda de história na educação infantil:

1 – Melhora as habilidades linguísticas

Quando as crianças ouvem contadores de histórias, elas têm a chance de ouvir as palavras apresentadas de uma maneira única e, ao mesmo tempo, ouvir as inflexões da fala. As crianças em idade escolar têm a chance de ouvir novas palavras, o que pode ajudá-las a expandir seu vocabulário. Contar histórias para crianças apresenta dispositivos literários de uma maneira memorável. As crianças têm a chance de ouvir a construção de enredos, conflitos, clímax, caracterização e muito mais.

2 – Melhora a capacidade de memória

Como a narrativa não usa ilustrações, as crianças precisam lembrar os nomes dos personagens e os principais pontos da trama. Isso ajuda a exercitar as habilidades de memória das crianças. Os professores podem aproveitar esse benefício reservando um tempo para fazer perguntas sobre a história durante e após a história, envolvendo ainda mais as habilidades de memória em pré-escolares e crianças mais velhas.

3 – Desenvolve o pensamento criativo e a imaginação

Contar histórias para crianças sem recursos visuais ajuda a desenvolver o pensamento e a imaginação criativos. As crianças precisam explorar sua imaginação, fornecendo suas próprias imagens para a história.

A criatividade é uma habilidade importante, e os professores podem desenvolver essa habilidade fazendo com que as crianças desenhem figuras ou cenários depois de contar uma história.

4 – Aprimora a compreensão cultural

Contar histórias também ajuda a melhorar a compreensão cultural, pois as histórias dão às crianças a chance de explorar suas próprias e outras culturas.

Ao ouvir histórias, as crianças aprendem a ter empatia por situações, lugares e povos desconhecidos, além disso, também têm a capacidade de aprender mais sobre diferentes valores, tradições e experiências de vida por meio de histórias.

Contar histórias para crianças também oferece muitos outros benefícios, como:

  • Aumento do entusiasmo pela leitura
  • Melhorar a comunidade entre crianças
  • Melhorando as habilidades de escuta
  • Incentiva a escrita, uma vez que as crianças em idade escolar desejam escrever suas próprias histórias
  • Mantém as crianças envolvidas na aprendizagem
  • Incentiva a conversação e discussão propositais

É claro que, embora a narrativa oferece muitos benefícios, é importante que os professores escolham as histórias certas para crianças pequenas. Os professores devem escolher histórias que ensinam lições e habilidades, e é importante inventar enredos que farão as crianças pensarem e discutirem. Para aumentar os benefícios de contar histórias, os professores também precisam dedicar um tempo para elaborar perguntas e atividades que maximizem os benefícios decorrentes da introdução de histórias na sala de aula.

32 Dicas de como passar em provas e concursos

Sabemos que conquistar a aprovação em provas e concursos é o desejo de muitas pessoas, mas para isso é preciso se dedicar e realizar o preparo que pode garantir sua vaga. Conheça as 32 dicas de como passar em provas e concursos, aqui neste artigo. Ao candidatar-se em um site de vaga de empregos e concursos, ou, em um vestibular, é necessário começar a se preparar para o dia das provas, uma vez que para garantir a aprovação, as estratégias de estudo devem ser iniciadas o quanto antes. Confira a seguir as dicas essenciais para sua aprovação em qualquer concurso público:

Como passar em provas e concursos

Para passar em provas e concursos é necessário realizar um plano de estudos eficiente, mudar e adquirir hábitos, além de se preparar antecipadamente, sem deixar nada para última hora. Muitas pessoas escolhem realizar cursos para concurso ou pré-vestibular, mas seguir essas dicas é muito importante para conquistar aprovação. Confira como se planejar:

Plano de estudos

  1. Você precisa deixar claro como vai tirar proveito do seu tempo para os estudos. A primeira coisa é planejar e decidir o que você aprenderá e quanto tempo gastará.
  2. Você deve estudar o tempo que precisar, sem deixar metade de um tópico ou problema, para começar a estudar outro assunto. Caso contrário, o que foi aprendido será tão confuso que acaba sendo o mesmo que não ter estudado nada.
  3. Faça uma lista de todas as atividades que você fará naquele período. É conveniente ter um horário de estudo diário, mas realista, levando em consideração suas habilidades.
  4. Por qual atividade começar? Alguns especialistas aconselham começar com o que for mais fácil para você, para incentivá-lo a continuar estudando. Outros acreditam que é preferível começar com assuntos difíceis e afastá-los o mais rápido possível. Você escolhe, de acordo com sua própria experiência, desde que seja produtivo nos estudos.
  5. O cronograma deve ser flexível e preparado para o imprevisto. Isso ajudará você a não acumular tarefas em atraso.
  6. Não se esqueça de incluir na sua programação horários para descanso e lazer.

Dedique um tempo para descansar sua mente

  1. Estudar é muito importante, mas separar um tempo para o bom estado físico e psíquico é essencial para garantir um resultado excelente no dia das provas.
  2. Recomenda-se uma dieta equilibrada, rica em fósforo, cálcio e vitaminas: vegetais, peixe, leite, ovos e frutas. Lembre-se de que a comida é o combustível para o seu corpo, e quanto mais saudável for a dieta, melhor será o seu desempenho.
  3. Não exagere com refeições abundantes, as quais podem causar sonolência. O peso do estômago o impedirá de estudar.
  4. É aconselhável comer poucas quantidades, mas várias vezes ao dia.
  5. Dorme entre 7 e 9 horas. O descanso é essencial para ajudar nos estudos, uma vez que deixa a mente descansada e suscetível ao aprendizado.
  6. Se você é um daqueles que está estressado ou sofre de insônia, mas deseja garantir um sono tranquilo, tome um banho quente antes do jantar, ou, antes de dormir.
  7. Exercícios de respiração profunda ao menos 1 vez ao dia, ajuda a relaxar.
  8. O exercício físico regular é outra boa prática contra o estresse e que ajuda a estimular melhor o funcionamento do raciocínio.
  9. Não é conveniente tomar estimulantes para estudar. Bebidas ricas em cafeína, como café ou cola, podem deixá-lo nervoso e ter um efeito oposto ao que você deseja.

Organize-se!

  1. Acostume-se a ter um horário de estudo fixo e cumprir o mesmo.
  2. Faça pausas de 5 a 10 minutos a cada hora.
  3. Recomenda-se estudar de segunda a sábado, de 2 a 3 horas por dia.
  4. Gerencie bem o tempo de estudo. O tempo é difícil de controlar e é facilmente desperdiçado em tarefas improdutivas e sem objetivos.
  5. Use os domingos para lazer e seus hobbies, estudar em excesso pode prejudicá-lo.
  6. Não deixe o estudo para o último momento, como exemplo, 2 meses ou 2 semanas antes do exame. A pressa não ajuda a aprender.

Local de estudo

  1. Sempre estude na mesma sala. Isso ajudará você a se concentrar.
  2. O local do estudo deve ser ventilado.
  3. Tem que haver uma temperatura adequada. Nem muito frio, nem muito quente.
  4. Estude em uma sala sem barulho. Pessoas que precisam de algum som para ajudar na concentração optem por música suave.
  5. Certifique-se de que não haja distrações como televisão, rádio, jogos, celular ou ornamentos em cima da mesa.
  6. A mesa de trabalho deve ter todo o material necessário para o estudo.
  7. A luz deve preferencialmente ser natural, se não branca ou azul. Ela deve vir do lado oposto à mão com a qual você escreve.
  8. Um reflexo com uma lâmpada azul de 60 w é recomendado. No resto da sala, uma luz fraca.
  9. A mesa e a cadeira devem estar alinhadas com a sua altura.
  10. A cadeira deve estar confortável, mas não em excesso e com encosto.
  11. O tronco deve ser esticado e as costas apoiadas nas costas da cadeira. Você deve estar a cerca de 30 centímetros das anotações ou do livro de estudos.

Além das dicas anteriores, faça pausas de ao menos 15 minutos a cada uma hora de estudo, seja para ir ao banheiro ou esticar as pernas, isso é importante para evitar que fique entediado ou sobrecarregado.

Código do Banco Santander: Para que serve?

Na certa, você já ouviu sobre o código Santander. Entretanto, não conhece muito bem e, por isso, é normal que se tenha a seguinte dúvida: para que serve esse número? 

Quer esclarecer a sua dúvida e descobrir muito mais? Então continue a leitura!

O que é o código Santander?

O código Santander ou, como também é conhecido, o código de compensação do Santander, é um número que identifica o banco e o difere de outros estabelecimentos bancários. Se você preferir, pode pensar nele como um tipo de CPF ou RG da instituição.

Além disso, é importante que você saiba que, quando usado junto ao número da agência, o código Santander ainda faz com que seja possível saber em qual estabelecimento foi aberta a conta. Ou, então, em qual agência a tal conta está sendo gerenciada naquele momento.

Para que serve o código Santander?

Sobretudo, o código Santander serve para que se possa haver a identificação da instituição e a diferenciação das demais. Isso porque quando você faz as transferências bancárias, tanto na modalidade TED quanto na modalidade DOC, é preciso dizer para qual banco irá a quantia.

Ao fornecer apenas o nome do banco, é possível haver erros. Afinal, com a grande quantidade de bancos disponíveis atualmente, não é incomum errar um nome. 

No instante em que você fornece o código Santander, há uma garantia maior de que o dinheiro será transferido para o Santander e não um outro banco. Por isso, é extremamente necessário que você sempre tenha certeza de que o código do banco está correto.

Para concluir, saiba que o código Santander é o 001. Ao saber esse número, é possível conferir se o dado está certo e fazer uma transferência com segurança. Aliás, confira sempre duas vezes para ter absoluta certeza da veracidade da informação.

Vinicultores brasileiros terão fundo de R$ 150 milhões para competir com o vinho europeu

O governo irá auxiliar os pequenos produtores a encontrarem fortalecimento, ganhando competitividade e, dessa forma, reduzir os impactos provocados pelo ingresso da importação europeia no Brasil, em razão do acordo entre Mercosul e União Europeia (UE), que teve anúncio recentemente. Esse parecer veio da ministra da Agricultura, Tereza Cristina.

Ela também revela que os setores que ganharam uma atenção maior é o do leite, que pode fazer a importação de equipamentos e de máquinas, a partir de uma tarifa zero, reduzindo custos de produtividade. Os vinhos também serão privilegiados, por meio de um fundo no valor de R$150 milhões, composto pelos recursos de arrecadações de IPI – Imposto sobre Produtos Industrializados.

A área do leite apresenta problemas sérios de competitividade e medidas que terão avaliação pelo mercado. Já, em relação ao fundo para vinicultores, há ações diversas como a equalização de taxas com juros para tornar mais fácil plantios e renovação de parreirais e videiras, conforme informações de Tereza Cristina.

A ministra também disse que o governo está decidindo se o fundo terá criação por projeto de lei ou uma medida provisória. Independentemente disso, a medida passará pelo Congresso Nacional.

Atualmente, a importação do leite sofre as taxas de 28%, sendo que o vinho fica na porcentagem dos 27 %. São valores altos considerados pelos importadores. Em relação ao leite, há a discussão de medidas pelo governo antes, ainda, de haver o acordo com a União Europeia. Os maiores concorrentes estão no Mercosul.

A partir do acordo, as tarifas de importação de queijos e leite em pó, por exemplo, terão uma redução a zero dentro de 10 anos. Contudo, nesse tempo, as quotas livres terão imposto de 10 mil e 30 mil toneladas, respectivamente, todos os anos.

O vinho em garrafas de até 5l e os champagnes serão tarifados com o valor zero em prazo de 8 anos. Já aqueles espumantes com valores maiores a oito dólares podem ter o comércio livre em 12 anos.

Segundo a ministra, a ratificação do acordo acontecerá em prazo de vinte e quatro meses. Tereza Cristina ressalta que a agricultura do Brasil terá modernização e, em razão da competitividade, ganhará benefícios muito relevantes. Atualmente, o IPI do leite compreende os 28%, sendo que os de vinhos fica em torno de 27%.

A União Europeia, segundo a ministra, é o importador mais importante da agricultura do mundo, sendo o Brasil o segundo maior fornecedor para tanto. No ano de 2019, a exportação brasileira para a UE teve uma soma de US$ 14 bilhões, que equivale a 32% de todas as exportações do nosso país.

Outra questão importante pontuada pelo secretário de Relações Internacionais do Ministério da Agricultura, Orlando Ribeiro, é que tal acordo permitirá que o Brasil seja condicionado a ter acesso a estes países, já acordados com a União Europeia, bem como: México, Chile, Peru, Canadá, Colômbia, Noruega, Vietnã.

O secretário disse também que haverá a entrada mais fácil ao mercado da Europa de produtos que interessa ao Brasil como os alimentos: arroz, açúcar, carne de boi, porco, frango, ovos, milho, etanol.

Salmonella e frango

Houve a publicação de reportagem específica em jornal The Guardian, realizada juntamente ao Bureau of Investigative Journalism e Reporter Brasil, revelando que o país obteve a exportação de um milhão de frangos com infecção de salmonella em últimos vinte e quatro meses para a Inglaterra.

As aves foram vetadas a entrarem ao país por autoridades do local, e tiveram reexportação para o mercado nacional.

Houve questionamento de tal volume, revelando que o país trabalhou com a exportação de 17 “containers” até o Reino Unido que sofreram a devolução do país, num total de 1400 toneladas deste produto.

O destaque fez-se também sobre 2600 espécies da salmonella, sendo somente consideradas negativas para a ingestão humana. A ministra reforçou que não há comércio de frango com contaminação de ambas as bactérias. Outros tipos presentes não provocam nenhum tipo de risco, pois o frango tem ingestão em sua forma cozida, frita ou assada.

Energia Solar: Quer produzir em casa? Falta dinheiro? Os bancos fazem financiamento!

A energia solar é um meio de preservar o meio ambiente e ainda economizar por volta de 95% na conta de luz, mas mesmo que seja tentador, os valores para sua implementação podem estar fora do orçamento, no entanto, é um investimento que vale à pena. Quer ter a energia solar em casa, mas não tem dinheiro? Os bancos fazem financiamento, descubram quais deles nos proporcionam essa possibilidade.

Confiram a seguir quais os bancos que financia a implementação de energia solar em nossa residência:

Banco da Amazônia

O banco começou recentemente a oferecer o financiamento para quem deseja implementar a energia solar, mas na região Norte do país, através da Energia verde – FNO (Financiamento do Norte).

A possibilidade está disponível no setor rural e empresarial, com o prazo de 96 meses para pagar o financiamento, no entanto, deverá pagar os juros nos primeiros seis meses.

Banco do Brasil

Neste mês que foi iniciado esse tipo de financiamento pelo banco. Não são cobrados juros no consórcio, mas cobram a taxa para administração, sendo 15 % durante o período total do financiamento. Há também a opção de pagar entre 30% e 40% do valor antecipado.

 

Banco do Nordeste

Esse banco também entrará nas opções de financiamento este mês, no entanto, serão cobrados juros que podem ser de 1,24% ao ano e com IPCA que pode chegar a 3,27%, sendo o período de carência de no máximo 6 meses para efetuar o pagamento da primeira parcela, com o prazo de 8 anos para quitar o financiamento.

 

BNDES

O banco teve alterações em junho que permitiram o financiamento para o segmento. Mas, após 45 dias de lançamento, o programa se esgotou, uma vez que seu orçamento para tal era definido por lei e as demandas excedem a expectativa. Está sendo estudada a possibilidade de conseguir mais recursos.

 

Bradesco

Faz um ano que o banco oferece a possibilidade de financiamento para implementação de energia solar, seja para pessoa jurídica ou física, no entanto, somente para correntistas do mesmo.

 

Os juros pelo financiamento ficam entre 1,8 a 1,86% no mês, de acordo com o prazo, o qual pode ser definido em até 60 meses.

 

Banco Votorantim

O financiamento é feito através do Portal Solar, o qual as taxas de juros podem ser de 1,48% até 1,78% por mês, com o prazo de 12 a 60 meses para concluir o pagamento. O período de carência é de 2 meses.

 

Santander

Em agosto do ano passado o banco anunciou que faria esse tipo de financiamento, incluindo juros de 0,99% ao mês, no total de R$ 400 milhões de crédito para tal. Pessoas físicas, jurídicas e produtores rurais podem solicitar o financiamento.

 

Unicred

Esse é responsável pelo financiamento de equipamentos, sejam eles importados ou nacionais, além de oferecer descontos em compras e instalações realizadas por empresas parceiras. O crédito é disponibilizado para produtores rurais e empresas cooperadoras com a Unicred. O financiamento pode ser solicitado através das linhas de crédito ou unidades de atendimento.

 

Para mais informações, acesse o site do seu banco, entre em contato pelos canais de comunicação ou vá até uma agência mais próxima de sua residência.

 

Cartão de crédito: saiba como usufruir do programa de pontos

O cartão de crédito vem oferecendo cada dia mais vantagens. Uma delas, atualmente, é o programa de pontos. No entanto, poucos conhecem esse programa e, ainda menos são aqueles que sabem como usufruir dos benefícios.

Que tal saber mais sobre o programa de pontos e aprender a usar os benefícios? Afinal, você paga a mais por essas vantagens oferecidas pelo seu cartão de crédito.

O que é o programa de pontos do cartão de crédito?

Antes que você aprenda, de fato, a aproveitar esta vantagem que o cartão de crédito oferece, é importante que você tenha bem esclarecido o que o programa de pontos. Veja só:

Assim como o programa de milhas, você ganha pontos nas compras feitas. Por exemplo, R$1,00 em compras equivale a 1 ponto em seu programa de pontos.

Esses pontos podem ser trocados através da companhia de crédito do seu cartão de crédito. Sendo assim, uma parte do que você gasta em compras volta para o seu bolso!

Como usufruir do programa de pontos do cartão de crédito

Agora que você já sabe o que é o programa de pontos do seu cartão de crédito, já é possível entender como usufruí-lo! Não se preocupe, é fácil! Confira:

Se informe sobre o tempo necessário para a transferência de pontos do cartão de crédito

O seu cartão de crédito precisa de um tempo para completar a transferência de pontos e, assim você usá-los para o que bem entender. Além disso, esse tempo pode variar de prestadora para prestadora.

Confira o programa de fidelidade do seu cartão de crédito

O programa de fidelidade do seu cartão de crédito pode ser uma boa pedida para a troca de pontos. Por lá, é possível encontra uma grande variedade de produtos, e até mesmo descontos.