Browse Month

novembro 2019

A importância da roda de história na educação infantil

Você sabe qual a importância da roda de história na educação infantil? Esse método de aprendizagem é um dos que mais desenvolvem as habilidades de raciocínio, comunicação e interação nas crianças. Confira aqui neste artigo como essa atividade pode influenciar na melhoria do desenvolvimento infantil.

Importância da roda de história no desenvolvimento das crianças

O pedagogo é responsável pela educação infantil em creches e escolas, ele realiza o cronograma de atividades que auxiliam no desenvolvimento das crianças. Ao concluir o ensino superior, o profissional pode buscar por cursos grátis online que ajudam a complementar seu conhecimento, como exemplo, curso grátis educação, interpretação de texto e outros, a fim de melhorar o currículo e oferecer o melhor aprendizado para crianças. Confira a seguir qual a importância da roda de história na educação infantil:

1 – Melhora as habilidades linguísticas

Quando as crianças ouvem contadores de histórias, elas têm a chance de ouvir as palavras apresentadas de uma maneira única e, ao mesmo tempo, ouvir as inflexões da fala. As crianças em idade escolar têm a chance de ouvir novas palavras, o que pode ajudá-las a expandir seu vocabulário. Contar histórias para crianças apresenta dispositivos literários de uma maneira memorável. As crianças têm a chance de ouvir a construção de enredos, conflitos, clímax, caracterização e muito mais.

2 – Melhora a capacidade de memória

Como a narrativa não usa ilustrações, as crianças precisam lembrar os nomes dos personagens e os principais pontos da trama. Isso ajuda a exercitar as habilidades de memória das crianças. Os professores podem aproveitar esse benefício reservando um tempo para fazer perguntas sobre a história durante e após a história, envolvendo ainda mais as habilidades de memória em pré-escolares e crianças mais velhas.

3 – Desenvolve o pensamento criativo e a imaginação

Contar histórias para crianças sem recursos visuais ajuda a desenvolver o pensamento e a imaginação criativos. As crianças precisam explorar sua imaginação, fornecendo suas próprias imagens para a história.

A criatividade é uma habilidade importante, e os professores podem desenvolver essa habilidade fazendo com que as crianças desenhem figuras ou cenários depois de contar uma história.

4 – Aprimora a compreensão cultural

Contar histórias também ajuda a melhorar a compreensão cultural, pois as histórias dão às crianças a chance de explorar suas próprias e outras culturas.

Ao ouvir histórias, as crianças aprendem a ter empatia por situações, lugares e povos desconhecidos, além disso, também têm a capacidade de aprender mais sobre diferentes valores, tradições e experiências de vida por meio de histórias.

Contar histórias para crianças também oferece muitos outros benefícios, como:

  • Aumento do entusiasmo pela leitura
  • Melhorar a comunidade entre crianças
  • Melhorando as habilidades de escuta
  • Incentiva a escrita, uma vez que as crianças em idade escolar desejam escrever suas próprias histórias
  • Mantém as crianças envolvidas na aprendizagem
  • Incentiva a conversação e discussão propositais

É claro que, embora a narrativa oferece muitos benefícios, é importante que os professores escolham as histórias certas para crianças pequenas. Os professores devem escolher histórias que ensinam lições e habilidades, e é importante inventar enredos que farão as crianças pensarem e discutirem. Para aumentar os benefícios de contar histórias, os professores também precisam dedicar um tempo para elaborar perguntas e atividades que maximizem os benefícios decorrentes da introdução de histórias na sala de aula.

32 Dicas de como passar em provas e concursos

Sabemos que conquistar a aprovação em provas e concursos é o desejo de muitas pessoas, mas para isso é preciso se dedicar e realizar o preparo que pode garantir sua vaga. Conheça as 32 dicas de como passar em provas e concursos, aqui neste artigo. Ao candidatar-se em um site de vaga de empregos e concursos, ou, em um vestibular, é necessário começar a se preparar para o dia das provas, uma vez que para garantir a aprovação, as estratégias de estudo devem ser iniciadas o quanto antes. Confira a seguir as dicas essenciais para sua aprovação em qualquer concurso público:

Como passar em provas e concursos

Para passar em provas e concursos é necessário realizar um plano de estudos eficiente, mudar e adquirir hábitos, além de se preparar antecipadamente, sem deixar nada para última hora. Muitas pessoas escolhem realizar cursos para concurso ou pré-vestibular, mas seguir essas dicas é muito importante para conquistar aprovação. Confira como se planejar:

Plano de estudos

  1. Você precisa deixar claro como vai tirar proveito do seu tempo para os estudos. A primeira coisa é planejar e decidir o que você aprenderá e quanto tempo gastará.
  2. Você deve estudar o tempo que precisar, sem deixar metade de um tópico ou problema, para começar a estudar outro assunto. Caso contrário, o que foi aprendido será tão confuso que acaba sendo o mesmo que não ter estudado nada.
  3. Faça uma lista de todas as atividades que você fará naquele período. É conveniente ter um horário de estudo diário, mas realista, levando em consideração suas habilidades.
  4. Por qual atividade começar? Alguns especialistas aconselham começar com o que for mais fácil para você, para incentivá-lo a continuar estudando. Outros acreditam que é preferível começar com assuntos difíceis e afastá-los o mais rápido possível. Você escolhe, de acordo com sua própria experiência, desde que seja produtivo nos estudos.
  5. O cronograma deve ser flexível e preparado para o imprevisto. Isso ajudará você a não acumular tarefas em atraso.
  6. Não se esqueça de incluir na sua programação horários para descanso e lazer.

Dedique um tempo para descansar sua mente

  1. Estudar é muito importante, mas separar um tempo para o bom estado físico e psíquico é essencial para garantir um resultado excelente no dia das provas.
  2. Recomenda-se uma dieta equilibrada, rica em fósforo, cálcio e vitaminas: vegetais, peixe, leite, ovos e frutas. Lembre-se de que a comida é o combustível para o seu corpo, e quanto mais saudável for a dieta, melhor será o seu desempenho.
  3. Não exagere com refeições abundantes, as quais podem causar sonolência. O peso do estômago o impedirá de estudar.
  4. É aconselhável comer poucas quantidades, mas várias vezes ao dia.
  5. Dorme entre 7 e 9 horas. O descanso é essencial para ajudar nos estudos, uma vez que deixa a mente descansada e suscetível ao aprendizado.
  6. Se você é um daqueles que está estressado ou sofre de insônia, mas deseja garantir um sono tranquilo, tome um banho quente antes do jantar, ou, antes de dormir.
  7. Exercícios de respiração profunda ao menos 1 vez ao dia, ajuda a relaxar.
  8. O exercício físico regular é outra boa prática contra o estresse e que ajuda a estimular melhor o funcionamento do raciocínio.
  9. Não é conveniente tomar estimulantes para estudar. Bebidas ricas em cafeína, como café ou cola, podem deixá-lo nervoso e ter um efeito oposto ao que você deseja.

Organize-se!

  1. Acostume-se a ter um horário de estudo fixo e cumprir o mesmo.
  2. Faça pausas de 5 a 10 minutos a cada hora.
  3. Recomenda-se estudar de segunda a sábado, de 2 a 3 horas por dia.
  4. Gerencie bem o tempo de estudo. O tempo é difícil de controlar e é facilmente desperdiçado em tarefas improdutivas e sem objetivos.
  5. Use os domingos para lazer e seus hobbies, estudar em excesso pode prejudicá-lo.
  6. Não deixe o estudo para o último momento, como exemplo, 2 meses ou 2 semanas antes do exame. A pressa não ajuda a aprender.

Local de estudo

  1. Sempre estude na mesma sala. Isso ajudará você a se concentrar.
  2. O local do estudo deve ser ventilado.
  3. Tem que haver uma temperatura adequada. Nem muito frio, nem muito quente.
  4. Estude em uma sala sem barulho. Pessoas que precisam de algum som para ajudar na concentração optem por música suave.
  5. Certifique-se de que não haja distrações como televisão, rádio, jogos, celular ou ornamentos em cima da mesa.
  6. A mesa de trabalho deve ter todo o material necessário para o estudo.
  7. A luz deve preferencialmente ser natural, se não branca ou azul. Ela deve vir do lado oposto à mão com a qual você escreve.
  8. Um reflexo com uma lâmpada azul de 60 w é recomendado. No resto da sala, uma luz fraca.
  9. A mesa e a cadeira devem estar alinhadas com a sua altura.
  10. A cadeira deve estar confortável, mas não em excesso e com encosto.
  11. O tronco deve ser esticado e as costas apoiadas nas costas da cadeira. Você deve estar a cerca de 30 centímetros das anotações ou do livro de estudos.

Além das dicas anteriores, faça pausas de ao menos 15 minutos a cada uma hora de estudo, seja para ir ao banheiro ou esticar as pernas, isso é importante para evitar que fique entediado ou sobrecarregado.

Código do Banco Santander: Para que serve?

Na certa, você já ouviu sobre o código Santander. Entretanto, não conhece muito bem e, por isso, é normal que se tenha a seguinte dúvida: para que serve esse número? 

Quer esclarecer a sua dúvida e descobrir muito mais? Então continue a leitura!

O que é o código Santander?

O código Santander ou, como também é conhecido, o código de compensação do Santander, é um número que identifica o banco e o difere de outros estabelecimentos bancários. Se você preferir, pode pensar nele como um tipo de CPF ou RG da instituição.

Além disso, é importante que você saiba que, quando usado junto ao número da agência, o código Santander ainda faz com que seja possível saber em qual estabelecimento foi aberta a conta. Ou, então, em qual agência a tal conta está sendo gerenciada naquele momento.

Para que serve o código Santander?

Sobretudo, o código Santander serve para que se possa haver a identificação da instituição e a diferenciação das demais. Isso porque quando você faz as transferências bancárias, tanto na modalidade TED quanto na modalidade DOC, é preciso dizer para qual banco irá a quantia.

Ao fornecer apenas o nome do banco, é possível haver erros. Afinal, com a grande quantidade de bancos disponíveis atualmente, não é incomum errar um nome. 

No instante em que você fornece o código Santander, há uma garantia maior de que o dinheiro será transferido para o Santander e não um outro banco. Por isso, é extremamente necessário que você sempre tenha certeza de que o código do banco está correto.

Para concluir, saiba que o código Santander é o 001. Ao saber esse número, é possível conferir se o dado está certo e fazer uma transferência com segurança. Aliás, confira sempre duas vezes para ter absoluta certeza da veracidade da informação.

Vinicultores brasileiros terão fundo de R$ 150 milhões para competir com o vinho europeu

O governo irá auxiliar os pequenos produtores a encontrarem fortalecimento, ganhando competitividade e, dessa forma, reduzir os impactos provocados pelo ingresso da importação europeia no Brasil, em razão do acordo entre Mercosul e União Europeia (UE), que teve anúncio recentemente. Esse parecer veio da ministra da Agricultura, Tereza Cristina.

Ela também revela que os setores que ganharam uma atenção maior é o do leite, que pode fazer a importação de equipamentos e de máquinas, a partir de uma tarifa zero, reduzindo custos de produtividade. Os vinhos também serão privilegiados, por meio de um fundo no valor de R$150 milhões, composto pelos recursos de arrecadações de IPI – Imposto sobre Produtos Industrializados.

A área do leite apresenta problemas sérios de competitividade e medidas que terão avaliação pelo mercado. Já, em relação ao fundo para vinicultores, há ações diversas como a equalização de taxas com juros para tornar mais fácil plantios e renovação de parreirais e videiras, conforme informações de Tereza Cristina.

A ministra também disse que o governo está decidindo se o fundo terá criação por projeto de lei ou uma medida provisória. Independentemente disso, a medida passará pelo Congresso Nacional.

Atualmente, a importação do leite sofre as taxas de 28%, sendo que o vinho fica na porcentagem dos 27 %. São valores altos considerados pelos importadores. Em relação ao leite, há a discussão de medidas pelo governo antes, ainda, de haver o acordo com a União Europeia. Os maiores concorrentes estão no Mercosul.

A partir do acordo, as tarifas de importação de queijos e leite em pó, por exemplo, terão uma redução a zero dentro de 10 anos. Contudo, nesse tempo, as quotas livres terão imposto de 10 mil e 30 mil toneladas, respectivamente, todos os anos.

O vinho em garrafas de até 5l e os champagnes serão tarifados com o valor zero em prazo de 8 anos. Já aqueles espumantes com valores maiores a oito dólares podem ter o comércio livre em 12 anos.

Segundo a ministra, a ratificação do acordo acontecerá em prazo de vinte e quatro meses. Tereza Cristina ressalta que a agricultura do Brasil terá modernização e, em razão da competitividade, ganhará benefícios muito relevantes. Atualmente, o IPI do leite compreende os 28%, sendo que os de vinhos fica em torno de 27%.

A União Europeia, segundo a ministra, é o importador mais importante da agricultura do mundo, sendo o Brasil o segundo maior fornecedor para tanto. No ano de 2019, a exportação brasileira para a UE teve uma soma de US$ 14 bilhões, que equivale a 32% de todas as exportações do nosso país.

Outra questão importante pontuada pelo secretário de Relações Internacionais do Ministério da Agricultura, Orlando Ribeiro, é que tal acordo permitirá que o Brasil seja condicionado a ter acesso a estes países, já acordados com a União Europeia, bem como: México, Chile, Peru, Canadá, Colômbia, Noruega, Vietnã.

O secretário disse também que haverá a entrada mais fácil ao mercado da Europa de produtos que interessa ao Brasil como os alimentos: arroz, açúcar, carne de boi, porco, frango, ovos, milho, etanol.

Salmonella e frango

Houve a publicação de reportagem específica em jornal The Guardian, realizada juntamente ao Bureau of Investigative Journalism e Reporter Brasil, revelando que o país obteve a exportação de um milhão de frangos com infecção de salmonella em últimos vinte e quatro meses para a Inglaterra.

As aves foram vetadas a entrarem ao país por autoridades do local, e tiveram reexportação para o mercado nacional.

Houve questionamento de tal volume, revelando que o país trabalhou com a exportação de 17 “containers” até o Reino Unido que sofreram a devolução do país, num total de 1400 toneladas deste produto.

O destaque fez-se também sobre 2600 espécies da salmonella, sendo somente consideradas negativas para a ingestão humana. A ministra reforçou que não há comércio de frango com contaminação de ambas as bactérias. Outros tipos presentes não provocam nenhum tipo de risco, pois o frango tem ingestão em sua forma cozida, frita ou assada.