Máquina de cartão: 4 dicas para encontrar a máquina perfeita

É inegável que grande parte das vendas realizadas no Brasil são feitas com cartão de crédito. Seja pela praticidade de não andar com dinheiro, ou por aquele prazo para pagar. Independente do motivo, essa modalidade de pagamento cresce a passos largos.

E para seu estabelecimento ser competitivo e não perder vendas, aceitar cartão de crédito é essencial. Mas, com todas essas operadoras de cartão, oferecendo cada vez mais produtos e serviços, como saber qual maquininha usar?

Que empresa, ou modelos de máquina escolher. Será que comprar ou alugar? Conheça 5 dicas para encontrar a máquina perfeita e alavancar suas vendas.

Pesquise taxas

Essa pode parecer a dica mais óbvia, porém uma boa pesquisa pode apresentar diversos detalhes em ofertas muito similares. Tente entender as taxas em todas opções oferecidas pela cia de máquina de cartão.

Uma mesma empresa pode variar a taxa do crédito dependendo da bandeira. As taxas nos vouchers costumam ser mais caras em relação ao cartão de crédito, mas geralmente trazem bastante giro aos estabelecimentos.

Como é o recebimento?

Entenda como funciona o prazo para o recebimento do saldo das vendas. Dependendo da empresa, as compras no crédito podem demorar até 45 dias para cair na conta.

Por esse motivo, muitos estabelecimentos adiantam esse saldo. Entender as taxas de adiantamento de recebíveis é necessário, pois mesmo que haja uma cobrança, ter bastante giro em um estabelecimento pequeno é muito importante.

Essas taxas de adiantamento geralmente podem ser negociadas com as empresas de cartão. Pechinchar é o segredo para conseguir taxas menores.

Alugar ou comprar?

Essa é uma dúvida frequente na hora decidir que máquina escolher. Geralmente, em casos de estabelecimento menores, a opção mais viável é a compra da maquininha.

Isso se deve ao fato de que, estabelecimento menores não tem um grande volume de venda. E o aluguel é um compromisso mensal, seja você vendendo ou não. Claro que, alugar também pode ser vantajoso no caso de você precisar de várias máquinas.

Nesses casos, a própria empresa de máquina de cartão consegue um preço melhor no aluguel. Inclusive nas taxas, dependendo do poder de negociação do cliente.

Bom SAC

Pode parecer irrelevante, mas ter um relacionamento bom e direto com a empresa de máquina de cartão é necessário. Seja para pedir assistência em caso de alguma avaria ou problema com a máquina. Ou até mesmo para negociar taxas e tarifas.


Deixe uma resposta