Veja os custos para contratar o empréstimo pessoal no banco

Às vezes por determinados motivos precisamos recorrer a contratação de um empréstimo pessoal, e quando isso ocorre é importante saber muito mais que a taxa de juros cobrada por ele.

O custo da contratação de um empréstimo pessoal no banco se estende além das taxas de juros, outras tarifas são cobradas e inclusas no valor total a ser pago pelo empréstimo, e na maioria das vezes não são expostas de forma explicita durante a contratação.

Durante a contratação de um empréstimo pessoal você encontra de forma esclarecida o valor dos juros cobrado sobre o valor total emprestado. Esses juros podem vir expresso como uma porcentagem cobrada ao mês ou ao ano. Muitos bancos oferecem juros baixos para empréstimo pessoal, e quando esses juros forem muito baixos não assine o contrato logo de cara, pois os juros podem estar sendo compensados através das outras tarifas e você pode estar entrando em um contrato não vantajoso.

Para saber o quanto realmente você estará pagando pelo empréstimo contratado consulte o CET, que é o custo efetivo total, todas instituições financeiras são obrigadas a fornece-lo e nele é incluso além das taxas de juros as outras tarifas em vigência para obtenção do empréstimo pessoal.

Através do CET que você conseguirá avaliar os custos reais de seu empréstimo pessoal, e então poder negociar taxas mais baixas com o banco, e não deixe de fazer isso. Após ter ideia do valor total que será pago durante a contratação de um empréstimo pessoal, consulte outras instituições financeiras, faça uma proposta que possa ser mais vantajosa para você para obter um menor custo efetivo total.

A negociação antes do contrato pode ser uma excelente opção para diminuir os custos do empréstimo pessoal, já que os bancos são concorrentes entre si e possuem uma margem variável nos valores das tarifas cobradas por ele para obtenção de empréstimo podendo ser possível conseguir uma redução nelas e uma maior economia.


Deixe uma resposta